« Nossa intenção é provocar emoções. Todas elas. »

Vinte e um

Em meio aos anos que se passaram pude ver  a solidão se apossar, sem nem ao menos dizer a que veio.
Pude ver a morte levar pessoas do qual eu realmente gostava.
Pude ver amigos que eu julguei serem pra sempre, sem mais nem menos sumirem da minha vida.
Pude ver choros de tristeza permaneceram por muito tempo.
Pude sentir na pele a dor de não conseguir algo que eu tanto  queria.
Pude ver o orgulho tomando conta de mim muita das vezes, e com isso me impedindo de lutar.
Pude ver quem realmente caminhava na mesma estrada que eu, que me levantaram em todos os momentos que eu fraqueguei e cai.
Pude ver as pessoas dizendo que amor de verdade só se acontece uma vez na vida.
Pude ver botões de rosas se abrindo, e com a mesma rapidez murchando.
Pude sentir a presença de Deus em um momento em que pensei estar sozinha.
Pude sentir o gosto amargo de uma derrota. Mas ele não me fez esquecer o gosto doce da vitória.
Pude conhecer pessoas que se tornaram essênciais em minha vida.
Pude entender que nem tudo precisa ser fofinho sempre, que brigas também acontece com quem mais amamos.
Pude ver filmes que eu julgava ruins que no final me surpreenderam.
Pude ouvir muitas promessas que nunca foram compridas.
Pude inúmeras vezes sentir medo e voltar atrás; e até me arrepender em algumas, afinal desisti ou invés de insistir um pouco mais.
Pude mudar de estilos várias e várias vezes, pude te cabelos longos e curtos, preto e vermelhos.
Pude ver que em cada dia estou mudando um pouco mais, seja em meus conceitos, ideias ou forma de sentir. Sinto que estou cada vez mais amadurecendo e deixando pra trás tudo que me impede de mudar, de ser uma pessoa melhor.
Pude finalmente aprender que só depende de mim mesma decidir o caminho que seguirei, em quais situações devo realmente esperar mais um pouco, seguir minha razão ou meu coração.


Texto e fotografia: Bruna dos Anjos

Aniversariar



Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé!
Rosaura Gomes



Dedico a postagem a minha irmã-amiga Bruna dos Anjos *-*




Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jéssicasilvacunha@gmail.com 

Das traquinagens

Quase beirando aos vinte e um, mas desconfio que a criança traquina em mim não quer partir, o antigo me fascina, a realidade alerta, mas a alma insisti.

(  Samara Santos )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Quase tudo



E como nasci? Por um quase. 
Podia ser outra. 
Podia ser um homem. 
Felizmente nasci mulher
E vaidosa
Prefiro que saia um bom retrato meu no jornal do que os elogios.
Tenho várias caras. 
Uma é quase bonita, outra é quase feia
Sou um o quê? 
Um quase tudo.


Clarice Lispector



Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jéssicasilvacunha@gmail.com



Minha Cara

"Olha a minha cara de quem gosta de você
Cuspo na tua foto, faço cena de tv pra ver
Que ainda assim você gosta de mim."

Canto Dos Malditos Na Terra do Nunca


 

Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jéssicasilvacunha@gmail.com

Já não quero mais olhar para o que ficou para trás

...Tarde escura, acho que vai chover
Eu que sempre me escondi do mundo, hoje talvez queira sair
Descobri outros ares
Acho que preciso me encontrar...

...Eu mudei, eu senti
Já não quero mais olhar o que ficou pra trás...

Se é sonho ou real, não importa
Eu preciso sentir e assim talvez
Eu encontre o meu lugar
E mesmo que eu perca o horizonte
Estarei na esperança de que um dia
Quem sabe alguém
Me ajude a ver onde errei
E pegue minha mão

Na chuva, me aqueça, me olha
E torna intensa minha vida

( Meu Lugar - Rosa de Saron )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Não é qualquer um


Não é qualquer um que esta ao seu lado que consegue tirar o melhor de você. Que consegue te enxergar como você realmente é. Não é todo mundo que já viu o seu melhor sorriso, aquele desconfiado, meio sem palavras, confuso, feliz. Não é todo mundo que tem o ‘poder’ de fazer você passar um dia inteirinho pensando nele, em quanto, tudo ao seu redaor apenas acontece. É assim. A partir de quando ‘ele acontece’, todo o resto é coadjuvante.

Não é qualquer um que consegue dizer com poucas palavras aquilo que você precisa ouvir de verdade, simplesmente por que não é qualquer um que tem a sua verdade, que te conhece por dentro, por fora e por todos os lados. Não é qualquer um que consegue te deixar feliz com tão pouco. Só de estar dormindo ao seu lado. De segurar na sua mão com personalidade. Não. Não é qualquer um que consegue isso.

Não é qualquer um que consegue te entender quando você diz que só quer ficar quietinha e que depois vai passar. Não é qualquer um que sabe exatamente a hora em que precisa ficar ao seu lado justamente quando você está pedido para ele sair. Não é qualquer um que consegue te deixar com febre na ausência dele.

Não. Não é qualquer um que sabe você.
Não é qualquer um que te cativa. Que te encanta, que te faz pedir mais uma. Querer Bis.

Não é qualquer um que consegue te desarmar, tirar essa couraça de mulher valente, forte e independente e te conhecer menina, volátil, vulnerável. Que te faz ficar com sorriso de boba o dia todo. Que te faz querer ouvir aquela música que te diz e lembra muita coisa...ahhh...se aquela taça de vinho falasse. Se o vão daquela porta falasse, se o tapete, o chuveiro e cozinha estivessem autorizados a contar coisas...
Mas não estão, por que existem segredos que são guardados a 7 chaves. E pra quê expor?

( Dri Andrade )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Amar é Punk

Eu já passei da idade de ter um tipo físico de homem ideal para eu me relacionar. Antes, só se fosse estranho (bem estranho). Tivesse um figurino perturbado. Gostasse de rock mais que tudo. Tivesse no mínimo um piercing (e uma tatuagem gigante). Soubesse tocar algum instrumento. E usasse All Star. Uma coisa meio Dave Grohl.
Hoje em dia eu continuo insistindo no quesito All Star e rock´n roll, mas confesso que muita coisa mudou. É, pessoal, não tem jeito. Relacionamento a gente constrói. Dia após dia. Dosando paciência, silêncios e longas conversas. Engraçado que quando a gente pára de acreditar em “amor da vida”, um amor pra vida da gente aparece. Sem o glamour da alma gêmea. Sem as promessas de ser pra sempre. Sem borboletas no estômago. Sem noites de insônia. É uma coisa simples do tipo: você conhece o cara. Começa, aos poucos, a admirá-lo. A achá-lo FODA.
E, quando vê, você tá fazendo coraçãozinho com a mão igual uma pangaré. (E escrevendo textos no blog para que ele entenda uma coisa: dessa vez, meu caro, é DIFERENTE). Adeus expectativas irreais, adeus sonhos de adolescente. Ele vai esquecer todo mês o aniversário de namoro, mas vai se lembrar sempre que você gosta do seu pão-de-sal bem branco (e com muito queijo). Ele não vai fazer declarações românticas e jantares à luz de vela, mas vai saber que você está de TPM no primeiro “Oi”, te perdoando docemente de qualquer frase dita com mais rispidez…
Ah, gente, sei lá. Descobri que gosto mesmo é do tal amor. DA PAIXÃO, NÃO.
 Depois de anos escrevendo sobre querer alguém que me tire o chão, que me roube o ar, venho humildemente me retificar. EU QUERO ALGUÉM QUE DIVIDA O CHÃO COMIGO. QUERO ALGUÉM QUE ME TRAGA FÔLEGO. Entenderam? Quero dormir abraçada sem susto. Quero acordar e ver que (aconteça o que acontecer), tudo vai estar em seu lugar.
 Sem ansiedades. Sem montanhas-russas.
Antes eu achava que, se não tivesse paixão, eu iria parar de escrever, minha inspiração iria acabar e meus futuros livros iriam pra seção B da auto-ajuda, com um monte de margaridinhas na capa. Mas, CARAMBA! Descobri que não é nada disso. Não existe nada mais contestador do que amar uma pessoa só. Amar é ser rebelde. É atravessar o escuro. É, no meu caso, mudar o conceito de tudo o que já pensei que pudesse ser amor. Não, antes era paixão. Antes era imaturidade.
Antes era uma procura por mim mesma que não tinha acontecido. Sei que já falei muito sobre amor, acho que é o grande tema da vida da gente. Mas amor não é só poesia e refrões. Amor é RECONSTRUÇÃO.
É ritmo. Pausas. Desafinos. E desafios. Demorei anos pra concordar com meu querido (e sempre citado) Cazuza: “eu quero um amor tranqüilo, com sabor de fruta mordida”. Antes, ao ouvir essa música, eu sempre pensava (e não dizia): porra, que tédio!

Ah, Cazuza! Ele sabia.. Paixão é para os fracos. Mas amar? ah, o amor.. AMAR É PUNK.

( Fernanda Mello )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Turbilhão De Cores



As cores na pintura são como chamarizes que seduzem os olhos, como a beleza dos versos na poesia.

                                                  Nicolas Poussin


Fotografia: Jéssica Cunha

Contato: jessicasilvacunha@gmail.com


Silêncio


" Sou livre para o silêncio das formas e das cores. "

( Manoel de Barros )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Outono

Que o Outono venha com bons ventos, que nos traga sorte, paz e amor, que não nos deixe desanimar e sofrer, por favor...
Que com as folhas das árvores também caiam as tristezas e decepções... E só por uma estação, faça tudo dar certo, depois veremos o que fazer no Inverno...
( Autor desconhecido )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Apanhador de Sonhos


De sonhar ninguém se cansa, porque sonhar é esquecer, e esquecer não pesa e é um sono sem sonhos em que estamos despertos. 
Fernando Pessoa


Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jessicasilvacunhagmail.com 

Para cada blogueiro(a) ♥

Em minhas fotografias quero sempre poder traduzir aquilo que vaga pelos meus pensamentos, aquela alegria sentida, aquela dor que  aperta meu coração, uma saudade sentida, tristezas que muita das vezes meu sorriso tenta esconder.
Fotografo por que gosto de eternizar tudo que abita meu coração. Ás vezes me arrisco nas escritas, palavras que talvez  não façam o mínimo de sentido, nem mesmo para mim mesma.
Escrevo quando as palavras não saem.

Parabéns a nós que  queremos mostrar ao mundo o que fazemos com carinho e amor.
Feliz dia do blogueiro a cada um(a), que me encantam pela simples arte de blogar, com suas belas palavras, imagens, com sua forma de se expressar.

Dia 20 de março dia do blogueiro!!


Fotografia e texto: Bruna dos Anjos

A Aranha



A ARANHA do meu destino 
Faz teias de eu não pensar. 
Não soube o que era em menino, 
Sou adulto sem o achar. 
É que a teia, de espalhada 
Apanhou-me o querer ir... 
Sou uma vida baloiçada 
Na consciência de existir. 
A aranha da minha sorte 
Faz teia de muro a muro... 
Sou  presa do meu suporte. 

/Fernando Pessoa/



Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jessicasilvacunhagmail.com

Incertezas

Não brinque com meus
Sempre preferi ter uma dor no peito por resultado de uma pessoa que apenas
resolveu ser sincera comigo, pois tenho a consciência de que vai cicatrizar,
sempre cicatriza. Do que carregar aquelas incertezas que sempre serão feridas abertas.


Frase e Fotografia: Bruna dos Anjos

Experiência do Errar



  O que seria errar? Quando saberei que o caminho que ando é correto? Como seres humanos, levantamos várias perguntas sobre nossa trajetória no mundo, sobre aquilo que julgamos certo e errado. Mas como saber o que realmente seria o certo?Poderíamos simplesmente aprender com os erros ou então usar exemplos de pessoas que passaram, ou passam, por aquilo que passamos.
   Particularmente prefiro vivenciar todos os momentos da minha vida, fazendo as escolhas que julgo corretas. Orgulho, você poderá dizer, mas acredito que a partir do  momento em que vivemos algo passamos a ser protagonistas daquela cena e cabe a nós interpretar cada momento. Sei que erro, mas o erro ,quando reconhecido, pode nos levar a um verdadeiro conhecimento daquilo que é certo . A partir do momento que reconhecemos o erro passamos a conhecer aquilo que é correto. É simples. Um exercício diário, de puro empirismo.  
   Aristóteles acreditava que para sermos felizes devíamos agir de acordo com o justo meio, ou seja, encontramos um equilíbrio nas nossas ações e atitudes. Acredito fortemente nessa teoria porque também remete a uma condição de experiências que devemos vivenciar até encontramos o equilíbrio correto do que se deve fazer.
   Também poderíamos nos basear em pessoas que vivenciaram situações parecidas com a nossa, mas isso não nos faz experimentar a situação. Pois a pessoa que vivenciou tal situação talvez não possua as mesmas características que você ou tenha o mesmo pensamento. Quando eu vivo algo, eu experimento algo, eu uso das minhas qualidades e defeitos para usar em tal situação.
   Assim, acredito que a experiência contínua gera conhecimento. Conhecimento gera atitudes corretas. Atitudes corretas nos levam ao lado certo da vida.

(Texto - Jéssica Cunha)


Fotografia: Lucas Repetto ( Alvedrio )

Até quando


"– E se o amor não for uma coisa que aconteça com a gente?
– Como assim?
– E se o amor for uma coisa que a gente deixa acontecer?
– Ah, entendi. Bem, tanto faz. Não quero deixá-lo acontecer e também não quero que ele aconteça comigo.
– Bem, então não há muito que eu possa fazer. Não tenho saída com você.
– Não. Não tem. Desculpa.
– Tudo bem.
– Falo sério. Eu sinto muito.
– Sente o quê?
– Culpa. Culpa por não sentir amor. Por não amar você. Me perdoa.
– Tudo bem, eu já disse. Não precisa chorar, também. Você não tem do que se sentir culpada.
– Você não disse se me perdoa ou não.
– Claro que sim. Quem me machuca com a verdade merece todo meu perdão.
– Obrigada. Me sinto mais aliviada.
– Eu estou bem, de verdade.
– Certo. Até sexta-feira então?
– Hum. Não.
– Não?
– Vou ao cinema outra vez.
– Com alguém?
– Não. Sozinho.
– Até quando?
– Até eu encontrar alguém pra ir comigo.
– Saquei. Até mais."

( Gabito Nunes )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Naturalmente

Minha vida mudou muito nos últimos anos.
 Eu mudei muito nos últimos anos.
Mudei sem oferecer a menor resistência.
Mudei sem me surpreender com as mudanças.
Elas simplesmente apareceram, aconteceram,
me invadiram e se instalaram.
 Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma.
E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém.
A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas.
Mas um dia, finalmente,
a gente acorda.
 E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente.
( Clarissa Corrêa )


Fotografia: Bruna dos Anjos

Eu não quero perder nada


Eu poderia ficar acordado só para ouvir você respirar
Ver você sorrir enquanto você está dormindo
Enquanto você está longe e sonhando
Eu poderia passar minha vida nesta doce rendição
Eu poderia ficar perdido neste momento para sempre
Cada momento gasto com você
É um momento de tesouro
Não quero fechar meus olhos
Eu não quero adormecer
Porque eu perderia você, baby
E eu não quero perder nada
Porque mesmo quando eu sonho com você
O sonho mais doce nunca faria
Eu ainda sinto sua falta baby
E eu não quero perder nada
Deitado perto de você
Sentindo seu coração batendo
E eu estou querendo saber o que você está sonhando
Querendo saber se sou eu que você está vendo
Então eu beijo seus olhos e agradeço a Deus estamos juntos
E eu só quero ficar com você
Neste momento para sempre, para sempre e sempre
Não quero fechar meus olhos
Eu não quero adormecer
Porque eu perderia você, baby
E eu não quero perder nada
Porque mesmo quando eu sonho com você
O sonho mais doce nunca vai fazer
Eu ainda sinto sua falta, baby
E eu não quero perder nada
Eu não quero perder um sorriso
Eu não quero perder um beijo
Eu só quero estar com você
Aqui com você, assim como este
Eu só quero te abraçar
Eu sinto o seu coração tão perto do meu
E só ficar aqui neste momento
Para todo o resto do tempoYeah, yeah, yeah, yeah, yeah!
Não quero fechar meus olhos
Eu não quero cair um sono
Porque eu perderia você, baby
E eu não quero perder nada
Porque mesmo quando eu sonho com você
O sonho mais doce nunca vai fazer
Eu ainda sinto sua falta, baby
E eu não quero perder nada
Não quero fechar meus olhos
Eu não quero cair um sono
Porque eu perderia você, baby
E eu não quero perder nada

( Aerosmith - I don't wanna miss a thing )


Fotografia: Bruna dos Anjos

E a gente ainda diz que tem problemas

Sabe, sempre fico me perguntando o porque de muita coisa, e quase sempre não acho explicação...
Mais no fundo eu sei que a resposta pra tudo eu posso encontrar, só depende de mim!
Ás vezes o que Ele quer é que eu apenas tenha paciência...
Temos que aprender a estar feliz em toda e qualquer situação, mais confesso que tem situação que é impossível ficar feliz!
Mais tudo bem, vamos lá bola pra cima!
Deus está no comando!!!
 Ele tem um plano para mim e vai valer a pena essa caminhada!
tenho certeza! (só espero que não seja muito longa...)


Fotografia: Bruna dos Anjos

Bem ALTO !


Voaria bem alto
para gritar
que é amor!



Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jessicasilvacunha@gmail.com 

Meu nome é MULHER

Eu era a Eva 
Criada para a felicidade de Adão 
Mais tarde fui Maria 
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, esteio de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, motorista de ônibus, policial feminina,
Operária em construção, e
Até Presidente (a).
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER!!! 



Á todas as mulheres minhas sinceras felicitações.
Que possamos continuar a ser diferença e fazer diferença nesse grande mundo.
Parabéns, para todas nós !
                                                                                   Jéssica Cunha




Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jessicasilvacunha@gmail.com

Ser mulher é...

Ser Mulher é muito mais que ser feminina...
É ser abençoada por Deus!!
É saber amar incondicionalmente
Ser Mulher é ter determinação, coragem, ser guerreira,
...
ter sonhos, acreditar neles, e ir em busca
de torná-los realidade!!
A Mulher traz na essência várias Almas...
Aquela que é capaz de ser Mulher, menina,
mãe, filha, esposa, amiga, profissional...
Mulher que sabe o que quer, que tem sonhos e desejos
Menina que às vezes, fica insegura, contida
Mãe que coloca o filho no colo e acolhe com o coração
Filha que muitas vezes precisa de colo e de proteção
Esposa que ama incondicionalmente, que compreende,
que sente, que se doa, que tem como prioridade ser feliz
Amiga, que está ao seu lado, em todos os momentos
Profissional, que busca a sua realização através do seu
trabalho, que mostra a sua capacidade de criar, de produzir,
de administrar. de ser competente e admirada.

Ser MULHER é tudo isso, é ser o melhor desenho feito por Deus!!
Feliz Dia da Mulher!!
 
 
Fotografia: Bruna dos Anjos

Tudo tem seu tempo

"Não existe cedo ou tarde, não existe tempo certo ou errado.
As coisas acontecem quando tem que acontecer."


Fotografia: Bruna dos Anjos

A Bailarina


 
"Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé.

Não conhece nem mi nem fá
Mas inclina o corpo para cá e para lá

Não conhece nem lá nem si,
mas fecha os olhos e sorri.

Roda, roda, roda, com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.

Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caiu do céu.

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.

Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças."

(Cecília Meireles)



Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jessicasilvacunha@gmail.com 

Um momento só meu

Deitada na grama
vejo a lua e as estrelas, começo a pensar em você...
Ouvindo uma boa música, fico pensando no que você pensa enquanto
eu estou aqui lembrando de cada momento.
Será que você pensa em nós??
Foram apenas tentativas frustadas de te trazer aqui.


Frase e Fotografia: Bruna dos Anjos

Com coração não se brinca

Jeremias 17:9 diz: Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, é perverso; quem o conhecerá?
Provérbios 15:13 diz: O coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o espírito se abate.

Jogando com o Coração, você só irá ganhar feridas!

Amor não é sentimento, não é uma palavra, é atitude. Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito pra morrer em nosso lugar, João 3:16.
Amar é deixar de fazer nossas vontades, pra fazer a vontade de Deus.
Amor é deixar de ser, para dar a oportunidade para que outra pessoa SEJA.
 Amor é olhar outra pessoa e valorizá-la, é ver beleza nela.
 Amor é agir com tolerância, paciência, é você abrir mão do egoismo, da indiferença e olhar a pessoas que estão em sua volta.
 Amor é algo coletivo, algo em comum, não é algo pra ficar em nos mesmo!
Amor é sofrimento, é sacrifício é renuncia.


Fotografia: Bruna dos Anjos

Final feliz...

" E talvez esse final feliz não inclua um cara incrível.
Talvez seja você sozinha recolhendo os cacos e recomeçando,
ficando livre para algo melhor no futuro.
Talvez o final feliz seja só seguir em frente.
Ou talvez o final feliz seja isso:
Saber que mesmo com ligações sem retorno e corações partidos,
com todos os erros estúpidos e sinais mal interpretados,
com toda a vergonha e todo constrangimento, você nunca perdeu a esperança."

(Ele Não Está Tão Afim De Você)


Fotografia: Bruna dos Anjos

Nunca jamais




Não baixe a guarda
Nunca Jamais !
( Nossa Fúria Hardcore)




Fotografia: Jéssica Cunha
Contato: jessicasilvacunha@gmail.com